Fórmula 1
Twitter oficial da Scuderia Ferrari

Ao contrário das duas provas anteriores, a terceira corrida da temporada 2022 da `Fórmula 1, realizada no circuito de Albert Park, em Melbourne, Austrália, não foi das mais empolgantes. Ainda assim, ela teve uma certa dose de emoções do segundo lugar para trás. A Ferrari novamente demonstrou força e a Red Bull de novo deixou seu principal piloto na mão. Confira na análise.

Análise

Certamente, Charles Leclerc fez barba, cabelo e bigode em Melbourne. Afinal, o monegasco da Ferrari largou na pole, liderou todas as voltas da corrida e, com exceção da segunda relargada após bandeira amarela causada por Sebastian Vettel, não foi ameaçado pro ninguém. E ainda por cima, fez a volta mais rápida da corrida, marcando um ponto extra.

Por outro lado, Max Verstappen novamente saiu zerado. Assim como foi no Bahrein, a Red Bull deixou o piloto na mão. Com a já dita exceção, em nenhum momento foi capaz de atacar Leclerc, e na volta 39 abandonou por problemas no motor. Definitivamente, um péssimo início de ano para o holandês.

Sobrou para Sergio Pérez salvar a corrida para a Red Bull. O mexicano teve uma boa disputa com os pilotos da Mercedes, inclusive realizando a ultrapassagem mais bonita da corrida (sobre Lewis Hamilton), e terminou em segundo. Os pilotos da Mercedes também fizeram uma boa corrida, visto as limitações do carro. George Russell foi o terceiro, completando o pódio, enquanto que Hamilton foi o quarto.

A McLaren também demonstrou evolução, com Lando Norris e o piloto da casa, Daniel Ricciardo, terminando em, respectivamente, quinto e sexto lugares. No entanto, quem realmente surpreendeu foi Alexander Albon. O tailandês apostou em uma estratégia ousada de largar de pneus duros e ficar na pista o tempo inteiro, parando para trocar os pneus apenas na última volta. E deu certo: o piloto levou a sua fraca Williams para um ´décimo lugar, marcando um ponto.

Além de Verstappen, o destaque negativo fica para a Aston Martin, que agora é a única equipe sem pontuar. Após ficar duas corridas afastado por causa da COVID-19, Sebastian Vettel voltou sofrendo com o carro e batendo na metade da prova, causando bandeira amarela.

Campeonato de pilotos e construtores

Charles Leclerc é cada vez mais líder da Fórmula 1 Agora, são 71 pontos contra 37 do segundo colocado, George Russel. Em terceiro lugar está Carlos Sainz, com 33, e Sergio Pérez es´tá em quarto, com 30. Por outro lado, Max Verstappen amarga um sexto lugar, com os 25 pontos conquistados na Arábia Saudita. Seu rival no ano passado, Lewis Hamilton, é o quinto, com 28.

A Ferrari lidera o campeonato de construtores, com 104 pontos. A Mercedes está em segundo, com 65, e a Red Bull vem em terceiro, com 55. A McLaren vem em quarto, com 24

A próxima etapa da temporada acontecerá daqui a duas semanas, em Ímola, no GP da Emília-Romagna.

LEIA MAIS

Verstappen vence com grande duelo na Arábia. Análise da corrida

Podcast 22 – Palmeiras e Chelsea no Mundial de Clubes

Anterior

Indy em Long Beach tem voltas finais eletrizantes em corrida morna

Próximo

Você também pode gostar de

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *