Hulk foi a grande contratação do Atlético em 2021. Foto: Pedro Souza/Atlético.

Três brasileiros e um equatoriano. De um lado Palmeiras x Atlético Mineiro e do outro Flamengo x Barcelona de Guayaquil. Essas são as semifinais da Libertadores na temporada 2021.

Em ambos os confrontos um aspecto parece claro: enquanto um dos times brasileiros investiu pesado em jogadores de nome no mercado internacional capazes de desequilibrar as partidas em um lance de genialidade, o rival tem como ponto forte jogadores de nível parecido e a força do futebol coletivo para buscar a vaga na final.

Atlético MG x Palmeiras

No confronto brasileiro, o Galo leva vantagem quando analisamos o poder de decisão individual dos jogadores. As duas grandes contratações da temporada, Hulk e Nacho Fernández, são os condutores da equipe.

O ex-atacante da seleção brasileira é o principal jogador do time na temporada: são 18 gols e 11 assistências. Aos 35 anos, Hulk raramente se machuca e tem jogado todas as partidas do time.

Além de Hulk e do argentino Nacho, o Galo anunciou recentemente a chegada de Diego Costa, ex-atacante de Chelsea, Atlético de Madrid e com duas Copas do Mundo disputadas com a seleção espanhola.

Se o clube mineiro investiu pesado em contratações de renome internacional, o rival Palmeiras aposta na força de um elenco homogêneo na busca pelo bicampeonato.

Gustavo Scarpa, Raphael Veiga e Rony, por exemplo, são jogadores de boa qualidade técnica, mas longe da carreira e do status alcançados recentemente pelos novos reforços do Galo. A grande novidade do time em relação a 2020 é a volta do ídolo Dudu, decisivo nas quartas de final diante do São Paulo.

O que o palmeirense espera é a retomada do melhor futebol competitivo sob o comando de Abel Ferreira. Um time que está longe de ser brilhante, mas que demonstra muita competitividade em busca das vitórias.

De volta após empréstimo, Dudu é a grande arma do Palmeiras em busca do bi. Foto: Cesar Greco/Palmeiras.

Barcelona x Flamengo

Na outra semifinal, o Flamengo reencontra os equatorianos do Barcelona após os confrontos pela fase de grupos na temporada 2020. Mesmo perdendo Gerson, Rafinha e Pablo Marí, o Rubro Negro ainda mantêm a base campeã de 2019 e vem se acertando com Renato Gaúcho no comando.

O trio de ataque formado por Gabigol, Bruno Henrique e Arrascaeta ultrapassou a marca de 200 gols marcados juntos e continua sendo a principal arma carioca para desequilibrar o confronto.

Além disso, o clube está trazendo novos jogadores. Os meias Kenedy e Andreas Pereira chegaram por empréstimo de Chelsea e Manchester United, respectivamente, e um novo zagueiro pode ser anunciado até o fim da janela de transferências.

Do outro lado, o Barcelona de Guayaquil vai apostar na força do jogo coletivo para surpreender o favorito Flamengo e avançar à final. O grande destaque e maestro do time é o meia Damían Díaz, de 35 anos. Outro jogador para ficar de olho é o centroavante Mastriani, autor do gol no empate por 1 a 1 que eliminou o Fluminense da Libertadores.

Outro fator que pode pesar a favor do time equatoriano é o fato de decidir a classificação em casa. Até agora, o Barcelona está invicto como mandante, tendo derrotado Santos, Boca Juniors e The Strongest na primeira fase, o Vélez Sarsfield nas oitavas de final e empatado com o Fluminense nas quartas.

Arrascaeta comanda o meio-campo do Flamengo. Foto: Alexandre Vidal/Flamengo.

Tabela quartas de final da Libertadores:

ida:

Terça 21/09 Allianz Parque 21h30 – Palmeiras x Atlético-MG (SBT e Conmebol TV)

Quarta 22/09 Mané Garrincha 21/30 – Flamengo x Barcelona (Fox Sports)

volta:

Terça 28/09 Mineirão 21h30 – Atlético-MG x Palmeiras (SBT e Conmebol TV)

Quarta 29/09 Monumental Isidro Romero Carbo 21h30 – Barcelona x Flamengo (Fox Sports)

Cotação de favoritos Universo Esporte:

Luis Felipe Carrion

1 Flamengo

2 Atlético-MG

3 Palmeiras

4 Barcelona

Andre Donati

1 Atlético-MG

2 Palmeiras

3 Flamengo

4 Barcelona

Renato Sônego

1 Atlético-MG

2 Flamengo

3 Palmeiras

4 Barcelona

Gabriel Santana

1 Flamengo

2 Atlético-MG

3 Palmeiras

4 Barcelona

Raul Ferreira

1 Atlético-MG

2 Palmeiras

3 Flamengo

4 Barcelona

Indy: quebra de motor no misto de Indianápolis embola campeonato

Anterior

Indy: Gateway tem ótima corrida e acidente decisivo para o campeonato

Próximo

Você também pode gostar de

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *