Mundial do Palmeiras
Foto: André Donati/Museu do Futebol

A conquista do Torneio Internacional de Clubes Campeões pelo Palmeiras completa 70 anos nesta quinta (22). Mais lembrada como Copa Rio, o torneio é cercado por polêmicas e piadas sobre esta conquista ser considerada um Mundial de Clubes ou não.

Apesar das discussões, quem estudou a historia do futebol brasileiro reconhece a importância desta conquista. Antes de mais nada, vamos conhecer a historia completa.

A preparação

Antes de tudo, é preciso saber que a ideia de criar um torneio internacional de clubes apareceu ainda em 1950, como mostram notas de jornais como O Estadão e Jornal do Brasil. Posteriormente, em janeiro de 1951, o vice-presidente da FIFA Ottorino Barassi, veio ao Brasil conversar com a CBD (Confederação Brasileira de Desportos), sobre como o torneio aconteceria.

Ficou decidido a presença de oito clubes, sendo que o Brasil ficaria com duas vagas. O sistema de classificação brasileiro, contudo, foi polêmico. Ficou decidido que os representantes seriam o campeão paulista e o campeão carioca, causando controvérsias com times de outros estados, tais como o Atlético Mineiro.

Além do Palmeiras, participaram os seguintes times: Nice (França), Estrela Vermelha (Iugoslávia), Juventus (Itália), Nacional (Uruguai), Austria Vienna, Sporting (Portugal) e Vasco.

O torneio

Os times forem divididos em dois grupos de quatro times cada, um com sede em São Paulo e outro no Rio de Janeiro. As semifinais e final seriam disputadas em dois jogos. O Palmeiras jogou em São Paulo, no grupo junto com Nice, Estrela Vermelha e Juventus. A estreia do alviverde foi contra o Nice, no qual ganhou de 3 a 0. Entretanto, os relatos da Gazeta Esportiva indicam que o time passou dificuldades no primeiro tempo.

O segundo jogo foi contra o Estrela Vermelha. Novamente uma partida difícil. Os iugoslavos saíram na frente nos minutos iniciais; o Palmeiras virou em 2 a 1. Na terceira rodada, contudo, a Juventus aplicou uma goleada de 4 a 0 pra cima do alviverde. O resultado vez com que o Palmeiras se classificasse em segundo, tendo que enfrentar o forte Vasco da Gama.

Nas semifinais, o Palmeiras viajou até o Rio de Janeiro enfrentar o cruzmaltino. Em um Maracanã lotado, o Palmeiras abriu o placar aos 24 do primeiro tempo. O Vasco empatou no início do segundo tempo. Porém, Liminha marcou o gol da vitória aos 37. Na segunda partida, empate em 0 a 0, levando o Palmeiras à final.

Novamente, os dois jogos da decisão seriam no Rio de Janeiro. E seria justamente contra a Juventus, o mesmo time ao qual tinha aplicado goleada na primeira fase. Entretanto, isto não impediu os torcedores viajarem e lotarem o Maracanã. E então o destino lhes favoreceu. No primeiro jogo, Rodrigues marcou aos 20 minutos do primeiro tempo o único gol da partida, garantindo a vitória.

Finais

Para que o título viesse, era necessário apenas um empate. Contudo, a Juventus não facilitou e abriu o placar com o dinamarquês Praest aos 18 do primeiro tempo. No início do segundo tempo, Rodrigues empatou. mas outro dinamarquês, Karl Hansen, colocou a Juventus à frente de novo. E novamente, o Palmeiras empatou com Liminha.

Quando o árbitro francês Gabriel Tordjan apitou, a torcida pôde, enfim, comemorar o título. Quem deseja mais detalhes sobre o jogo ,a sugestão é escutar a transmissão original, que está logo abaixo.

Legado

O Palmeiras entrou com pedido de reconhecimento do título à FIFA em 2001, mas desde que o Corinthians foi campeão mundial em 2012, esta discussão chegou à público. Nesse meio tempo, Joseph Blatter chegou a reconhecer o título como mundial. Contudo, não teve tempo de enviar um certificado oficial.

Atualmente, a posição da FIFA sobre este torneio é confusa. Em julho de 2016, a entidade chamou o Palmeiras de “primeiro campeão global”. Então, em 2017, veio o reconhecimento apenas da Copa Intercontinental, deixando 51 de lado.

Entretanto, no início deste ano, quando o Palmeiras jogou o Mundial de Clubes no Qatar, uma reportagem no site da FIFA chamou o torneio de “campeonato mundial”, deixando tudo ainda mais confuso.

Enfim. apesar das piadas e da confusão da FIFA, não se pode negar que a Copa Rio teve a sua importância. Afinal, o título foi conquistado logo após a derrota na Copa de 50, servindo como uma “redenção” para o futebol brasileiro. E, independente da FIFA, esta conquista pode ser considerado, de longe, o maior título conquistado pelo Palmeiras.

LEIA MAIS

Série lugares para visitar na cidade de São Paulo: Allianz Parque

Hamilton brilhando e Verstappen no muro. Análise da F1 na Inglaterra

Anterior

Brasil nos Jogos Olímpicos: confira como foi o primeiro dia em Tóquio

Próximo

Você também pode gostar de

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *