Piquet
Foto: Reprodução/Youtube

De maneira discreta, no GP da Alemanha de 1978, Nelson Piquet estrou na Fórmula 1, correndo pela fraca Ensign. Duas corridas depois, assinou com a equipe Brabham, no qual conquistou dois dos seus três títulos. E o primeiro troféu, que completa 40 anos hoje, foi conquistado em cima de um argentino, no único duelo entre Brasil e Argentina que a Fórmula 1 assistiu. Contudo, este duelo entre Brasil x Argentina foi ofuscado por uma briga interna de equipe;

O Universo Esporte relembrará como foi a conquista do primeiro título no piloto, naquela quente tarde em Las Vegas.

O Campeonato

O início do campeonato foi bom para o bom para Piquet. Afinal, foram duas vitórias e um terceiro lugar em quatro corridas (Long Beach, Brasil, Argentina e San Marino), e 22 pontos contra 25 do argentino Carlos Reutemann, que pilotava a forte Williams. Contudo, o relacionamento de Reutemann com a equipe estava bastante ruim , já que, na corrida do Brasil, desobedeceu a ordem de deixar seu companheiro e campeão de 1980 Alan Jones passar e venceu a corrida.

Entretanto, nas cinco provas seguintes (Bélgica, Mônaco, Espanha, França e Grã-Bretanha), a situação se virou a favor de Reutemann. Enquanto Piquet abandonou quatro destas cinco provas, o argentino venceu uma, e foi segundo e quarto em outras duas. Como resultado, Reutemann tinha 17 pontos de vantagem sobre o brasileiro.

A reação de Piquet começou com a vitória no GP da Alemanha, além de pódios na Áustria e na Holanda (terceiro e segundo lugar respectivamente). Por outro lado, Reutemann abandonou duas e foi apenas o quinto na Áustria. Com estes resultados, ambos empataram em pontos, mas Piquet passou à frente porque tinha uma vitória a mais.

No GP da Itália, o motor de Piquet explodiu na última volta, permitindo que Reutemann terminasse em terceiro, abrindo três pontos de vantagem sobre o brasileiro, que ainda foi o sexto colocado mesmo não terminando (os outros carros estavam duas voltas atrás), e não conseguiram desconta-las).

O GP do Canadá, penúltima etapa da temporada, penúltima etapa da temporada, foi disputado de bastante chuva. Piquet foi o quinto, enquanto que Reutemann foi apenas o décimo. Com isto, o argentino foi á etapa final com um ponto de vantagem sobre o brasileiro.

A final em Las Vegas

A corrida final aconteceria num sábado, no circuito improvisado no estacionamento do Caesars Palace, em Las Vegas. O treino classificatório aconteceu na quinta-feira. e Reutemann foi o pole, com seu companheiro de equipe Jones em segundo, enquanto que Piquet foi o quarto.

Tudo indicava que o argentino iria levar o título. Porém no treino livre de sexta-feira, bateu de forma leve no muro, e a Williams (que esteve dividida entre ele e Jones durante toda a temporada) decidiu pela troca completa de chassi.

Na largada, Jones passou Reutemann e disparou na ponta. Obrigado a se acostumar com um chassi novo, começou a perder posições, até que, na volta 17, o brasileiro passou o argentino, Com Reutemann perdendo posições e fora da zona de pontuação, o quinto lugar bastava para Piquet ser campeão. E foi justamente em quinto que o piloto da Brabham terminou, levando o primeiro título na carreira e o terceiro para o Brasil.

Nelson Piquet veio a ganhar mais dois títulos em sua carreira, em 1983 (também pela Brabham) e 1987 (Williams). Por outro lado, Reutemann se aposentou sem ter sido campeão.

LEIA MAIS

Podcast 15 – Fórmula Indy

Podcast 16 – Fórmula Indy

Anterior

Terceiro e último título de Ayrton Senna completa 30 anos hoje

Próximo

Você também pode gostar de

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *