McLaren
Foto: Twitter oficial da McLaren

Assim como foi no ano passado, o GP da Itália, disputado neste fim de semana no circuito de Monza, foi cheio de emoção. Max Verstappen e Lewis Hamilton se estranharam na pista e bateram, jogando mais fogo na luta pelo título. Por outro lado, Daniel Riccardo encerrou o jejum de vitórias da McLaren. Confira na análise.

Análise do acidente

Verstappen conquistou a pole mesmo que tenha sido o segundo n a corrida sprint realizada no sábado. Isso se deveu à punição sofrida por Valtteri Bottas pro causa da troca de peças como o motor. Entretanto, o holandês largou mal e foi ultrapassado por Daniel Ricciardo e não conseguiu retornar à ponta, tendo sido obrigado a ficar em segundo.

Já Hamilton também não teve um fim de semana bom. O inglês conseguiu a pole na corrida sprint de sábado, mas largou mal e terminou apenas em quinto, depois subindo para quarto por causa da punição de Bottas. Na corrida de domingo, não conseguiu largar bem e continuou em quarto, atrás de Lando Norris.

O acidente começou a “se formar” na janela de pit-stops, quando a Red Bull teve problemas na parada de Verstappen. Contudo, a Mercedes também errou na parada de Hamilton o que resultou numa saída do inglês ao mesmo tempo em que o rival passava na reta. O piloto da Red Bull tentou passar o da Mercedes, mas este não facilitou e os dois bateram. forçando o fim de corrida para os dois. Esta foi a primeira vez desde o GP da Áustria de 2018 que Hamilton abandonou uma corrida.

Analisando friamente, não se pode dizer se teve um culpado ou não. Afinal, os dois brigam pelo título e ninguém ia ceder para o outro, igual a Senna x Prost no Japão em 1989 e 1990, por exemplo. Entretanto, quem levou a pior foi Hamilton, que perdeu uma oportunidade de voltar à liderança do campeonato numa pista em que lhe era favorável. E Verstappen não sai no prejuízo total, já que ele conquistou dois pontos na corrida sprint de sábado.

Análise dos outros pilotos

Daniel Ricciardo foi o que mais se beneficiou com o acidente dos líderes do campeonato. O australiano tomou a ponta logo na largada só saiu dela quanto entrou nos boxes para fazer o pit-stop. Nem mesmo nas voltas finais teve a vitória ameaçada. E Ricciardo não apenas quebrou o próprio jejum de vitórias (a última tinha sido em Mônaco 2018), mas também quebrou o jejum da McLaren, cuja última vitória tinha sido com Jenson Button no Brasil em 2012. E de quebra, ainda fez a volta mais rápida da prova, garantindo um ponto a mais.

Lando Norris fez a festa da McLaren ficar completa. Ainda que tenha deixado a chance de vitória escapar, o jovem inglês terminou em segundo, garantindo a primeira dobradinha da McLaren desde o Canadá em 2010, o que mostra a evolução da equipe depois de anos terríveis.

Entretanto, quem realmente se destacou na pista foi Valtteri Bottas. De saída da Mercedes (o anúncio foi feito no meio da semana), o finlandês largou em último, mas se recuperou na pista e conseguiu terminar em terceiro lugar, garantindo uns pontos a mais para a Mercedes no campeonato de construtores.

Destaque também para George Russel, que substituirá Bottas na Mercedes no ano que vem. O jovem inglês levou pela terceira vez na temporada sua Williams para a zona de pontuação com o nono lugar.

Campeonato

Com os dois pontos conquistados na corrida sprint, Verstappen agora tem 226.5 contra 221.5 de Hamilton. Valtteri Bottas é o terceiro, com 141, enquanto que Lando Norris é o quarto, com 132. Já dentre os construtores, a Mercedes continua na liderança, com 362.5 contra 344.5 da Red Bull. Por outro lado, a McLaren retornou ao terceiro lugar, com 215 contra 201.5 da Ferrari.

Depois de três semanas seguidas de corridas, a Fórmula 1 fará uma pausa, e a próxima corrida, a última na Europa, será no dia 26 de setembro, em Sochi, na Rússia.

LEIA MAIS

Vitória de Verstappen enlouquece torcida em retorno da F1 à Holanda

Podcast 13 – Olimpíada de Tóquio

Anterior

Indy: corrida movimentada em Portland muda rumos do campeonato

Próximo

Você também pode gostar de

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *