vitória
Foto: Twitter oficial do piloto Sergio Pérez

Depois que a corrida de 2020 foi cancelada por causa da pandemia, o México voltou a receber a Fórmula 1. A corrida, realizada no tradicional autódromo Hermanos Rodríguez, não foi das melhores, com a vitória sossegada de Vestappen. Mas os mexicanos viram de perto o seu ídolo Sergio Pérez duelando contra o heptacampeão Lewis Hamilton. Confira à análise.

Análise

Mesmo que Max Verstappen tenha sido apenas o terceiro no treino classificatório, as expectativas giravam em torno dele. Afinal, como seria a largada dele na corrida? A resposta foi: muito agressiva. Ainda na primeira reta, o holandês ultrapassou tanto seu rival no campeonato Hamilton quanto o companheiro do inglês Valtteri Bottas, e assumiu a ponta. A partir daí, o piloto da Red Bull dominou a corrida, sem sofrer ameaças e saindo da primeira posição apenas quando foi fazer o pit-stop, e conquistando uma sossegada vitória.

Entretanto, quem realmente deu show foi o piloto da casa Sergio Pérez. Empurrado pela torcida, o mexicano companheiro de Verstappen duelou contra Hamilton pelo segundo lugar a corrida inteira. E apesar da derrota. recebeu aplausos da torcida com o terceiro lugar no pódio.

Já Hamilton, por outro lado, não teve muito o que fazer. Sua Mercedes não tinha rendimento para acompanhar Verstappen e ainda teve que lutar contra Pérez para ficar com o segundo lugar. Mas quem realmente decepcionou foi seu companheiro Valtteri Bottas, que depois de levar um toque na largada, não conseguiu mais reagir e ficou fora até da zona de pontuação, prejudicando a equipe na briga do mundial de construtores.

Fora o duelo entre Hamilton e Botas, a corrida teve poucas brigas por posição, e em geral foi bastante monótona. Mas alguns pilotos puderam se destacar. Um deles foi Pierre Gasly, que novamente demonstrou a sua habilidade e conseguiu um excelente quarto lugar com a sua Alpha Tauri. A Ferrari também fez uma boa corrida, conseguindo o quinto e sexto lugares com, respectivamente, Charles Leclerc e Carlos Sainz.

Campeonato de pilotos e construtores

Com a vitória no México, Verstappen agora tem 312.5 pontos contra 293.5 de Hamilton. São 19 pontos de vantagem do holandês. Se não houver reação do inglês, o título poderá ser decidido antes da corrida final. Valtteri Bottas é o terceiro colocado, com 185, enquanto que Sergio Perez agora é o quarto, com 165.

Já em relação ao mundial de construtores, a Mercedes ainda é a líder, mas a distância agora é de apenas um ponto: 478.5 a 477.5 para a Red Bull. Por outro lado, a Ferrari passou a McLaren e agora é a terceira colocada, com 268.5 contra 255 da rival. Briga boa também pelo quinto lugar, com Alpine e Alpha Tauri empatadas com 106 pontos.

A próxima corrida será o retorno da `Formula 1 ao Brasil, já na semana que vem, dia 14 de novembro, em Interlagos.

LEIA MAIS

Verstappen no topo e corrida monótona. O retorno da F1 à América

Opinião: Copa a cada dois anos é ideia bizarra

Anterior

História: conheça o caso do doping forçado na Alemanha Oriental

Próximo

Você também pode gostar de

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *